Breaking Music News


Radiohead’s Thom Yorke has just released a new album/EP online, namely Tomorrow’s Modern Boxes, being that you have the option to pay 6 bucks for it or legally download it for free at: https://bundles.bittorrent.com/bundles/tomorrowsmodernboxes

All legal material, no copyright infringement. Go ahead



Olha quem chegou!! Look who’s arrived!


Chegaram minhas duas tentativas de substitução para o “Diorskin Nude Shimmer Instant Illuminating Powder 001″ – mue pó iluminador favorito, sem o qual eu não vivo, mas que, infelizemente, a Dior tirou de linha.

Tentativa número 1: veio da própria Dior. Diorskin Nude Tan definitivamente não é a mesma coisa que o iluminador nude shimmer: não oferece a cobertura perolada tipo pó facial como o Nude Shimmer. É maravilhoso, e é iluminador. Ele adiciona particulas levemente douradas e dá brilho, mas serve para passar depois do pó facial, como finalização, para iluminar mesmo. Não dá cobertura ou disfarça defeitos. A embalagem é padrão Diorskin, um luxo, com envelope de veludo como sempre. É um produto ótimo e recomendo para finalização, mas não substitui o Nude Shimmer. Pode usar com qualquer base, vai apenas iluminar, não vai mudar a tonalidade da base.

 

Tentativa número 2: decidi criar coragem e testar as clássicas e famosas bolinhas coloridas da Guerlain. Li por aí gente dizendo que o Guerlain Meteorites é “um luxo, tem cheiro bom, mas não serve pra nada”. na realidade eu achei que o Pearl Météorites oferece sim boa cobertura a ponto de servir como pó, e não somente como iluminador, ao contrário do Diorskin Tan. As partículas brilhosas do Pearl Meteorites são bem menores, de tamanho mais uniforme e mais discretas e se espalham de um modo mais uniforme que as do Diorskin Tan. Cobriu bem as minhas sardas e defeitinhos. É um pó com cor, vai mudar a tonalidade da base que você estiver usando, portanto compre um Pearl Météorites de acordo com o seu tom de pele e base que geralmente usa, pois se comprar o muito claro, seu rosto fica branco. A embalagem é tão linda que acho que vou usar de caixinha de jóias quando acabar. Dito tudo isso, nenhum desses dois produtos substitui o Diorskin Nude Shimmer Instant Illuminating Poweder 001, e eu vou sentir falta desse produto para sempre!!

 

 



Let’s talk nail polish.


Minha pequena coleção de esmaltes da Granado. Eu amo os esmaltes da Granado porque não tem tolueno e tem ótimo brilho, cobertura e durabilidade (e olha que eu lavo a mão de 5/5 min no trabalho). Minha cor favorita é a de meio (Ingrid), um nude que, não por coincidência, também é minha cor favorita de esmalte em absoluto. Já estou no segundo frasco. Ingrid é o nude perfeito. Durante o dia ele deixa as unhas com aspecto discreto, profissional e bonito, e, à noite, apesar de 'nude' ele deixa o visú muito chique, é um curinga que vai bem com qualquer coisa. Se um dia a Granado descontinuar o Ingrid, eu piro!

Como se pode perceber pela imagem, eu prefiro cores clássicas (detesto essas cores 'fashion' tipo azul caneta, etc). A primeira cor, Nina, é um marrom café super elegante como justíssima homenagem a Nina Simone. O segundo esmalte é um vermelho clássico, Aretha (Franklin, cantora). O terceiro é meu amado nude Ingrid (Bergmann). As duas últimas cores são clarinhos clássicos e básicos – a quarta cor é Cecilia, um violeta puxado pro branquinho e meio translúcido, precisa duas camadas generosas se você quiser que se perceba a cor. E o quinto e último esmalte é o Grace (Kelly), um rosa clarinho e básico, discretamente perolado, mas que apesar de básico é bem glamuroso.

*****

Abaixo vão alguns esmaltes da Bourjois. Escrevo por um motivo específico sobre estes: li em vários blogs e sites pessoas reclamando que os esmaltes da linha “1 Seconde” não secam em um segundo, como sugere o nome. No entanto há uma má interpretação do nome da linha de esmaltes. Ele se chama '1 Seconde' porque o pincel é mais largo, de forma a cobrir praticamente toda sua unha com apenas uma pincelada, e ele é altamente pigmentado, de forma a dispensar duas camadas (claro, isso também varia com o gosto individual, mas não precisa mesmo), ou seja, com uma pincelada você pinta uma unha (uma unha por segundo, “1 Seconde”). De fato faz o que promete. Não achei muito durável, descasca logo.

O terceiro esmalte da Bourjois é da linha “So Laque” e tem alto brilho e alta durabilidade. Recomendo.

Quanto às cores dos esmaltes da foto, recomendo todas (o vermelho é bem vibrante) exceto pela cor do meio, chamada “Figo Chique”. Não fica um lilás legal, não é figo, e não fica chique. Parece unha de gente com insuficiência respiratória. Por favor, evitem esta cor.

 

 



Projeto do Domingo


Jogo Americano (placemats) de formiguinhas.

Aproveitei para fazer um testezinho do visual de alguns dos pontos decorativos. Meu menos favorito é o quarto ponto de cima para baixo. Adorei todos os outros. O terceiro ponto de cima para baixo com certeza aparece bem mais e fica bem mais bonito em um tecido liso.

 



I’m having fun.


This apron is my sewing project of the day. I confess I'm having much more fun with sewing than I thought. :)

 



Meu novo brinquedinho


Quem diria, eu costurando… Mas o mundo dá voltas. Decidi consertar minhas próprias roupas, e comprei uma máquina de costura, que para mim sempre havia sido um bicho de sete cabeças. Depois de muito pesquisar na internet, com dicas de blogueiras prendadas e vídeos do YouTube, decidi tentar e acabei me dando de presente uma Singer Tradition 2259.

 

Eis a criança:

E o mais inesperado é que eu peguei gosto pela coisa. Comecei a fazer coisinhas simples para treinar (afinal eu quero é consertar minhas roupas, e não piorá-las), e o resultado foram coisas simplesinhas mas bonitinhas, vejam só:

 

Acima um envelope para bolsa de água quente.

Abaixo, meu primeiro projeto de costura, uma capa de almofada!

Até que não ficou mal, não é?

 

 



Mas a Copa estava comprada… só que não!


Mas não é que eu estava errada… e o Brasil acabou eliminado da Copa por inacreditáveis, humilhantes 7×1!!? E caso ainda restasse dúvida de que nada foi comprado, perderam também o jogo de hoje contra a Holanda por 3×0!
Eu confesso que depois daquela derrota homérica passei a torcer para a Holanda. Hoje sequer assisti ao jogo, já dediquei tempo demais assistindo esta Seleção canarinho amadora. A Holanda merecia estar na final junto com a Alemanha. Jogam muito futebol, já chegaram à final várias vezes mas nunca venceram, tem uma história incrível, eles mereciam vencer!! Mas, tristemente o mundo é injusto, e amanhã assistiremos à Argentina x Alemanha. Isso significa que amanhã tudo aqui é vermelho, amarelo e preto! Que os “hermanos” trogloditas voltem sem taça para casa!

Em vez de assistir o jogo de hoje, fui ver “O Teorema Zero” do Terry Gilliam no cinema com a família. Valeu a pena. É um filme típico do Terry Gilliam, lembra muito “Brazil” (o filme), no que apresenta protagonistas não-convencionais, se passa no futuro mas as tecnologias são meio anacrônicas (computadores e afins são grandes máquinas barulhentas, cheias de tubos, engrenagens, luzes piscando, os telefones antigos como os do século 19). Tanto o protagonista de “Brazil” quanto o de “O Teorema Zero” estão em um romance peculiar e complicado, e o final é bastante aberto à interpretações nos dois casos. Mas “Brazil” tem um tom mais épico, grandioso e quixotesco, enquanto “O Teorema Zero” é mais introspectivo.
DSC_1028



Depois da Copa…


…ainda não acabou, mas por aqui já acabou. No final das contas a Copa em Porto Alegre não foi tão ruim. Apesar de alguns percalços, o balanço geral é positivo.
Mas eu mantenho minha opinião de que tudo foi comprado e arranjado pro Brasil ganhar na final e assim fazer a bruxa má vermelha se reeleger. Quem viver verá!



Passeio


No final de semana retrasado fizemos um passeio à Gramado (Serra Gaúcha).  Já sou bem familiarizada com a Serra Gaúcha e suas atrações pois passei minha infância e adolescência visitando a Serra nas férias.
Claro que adorei a visita, os restaurantes e cafés coloniais continuam deliciosos, as maravilhas naturais continuam lindas, os museus e atrações para turistas continuam se desevolvendo.
Mas Gramado mudou num sentido que me deixou um pouquinho triste: perdeu aquele “ar interiorano” de antigamente, aquele “aconchego da colônia”. Virou uma cosmopolita “pequena grande metrópole”. Caminhar pelo centro de Gramado é a mesma coisa que caminhar em qualquer shopping de Porto Alegre, só que sem os grupos de adolescentes e os pivetes cerceando na saída. Até mesmo as lojas são as mesmas de POA. Estacionar lá também é a mesma coisa que estacionar em POA.
Os antigos artesanatos cheiros de memorabilia e artiguinhos de decoração feitos à mão por artesãos locais foram substituídos por lojas de decorção com artiguinhos “fashion” feitos na China. Ou lugarecos de terceira que vendem apenas canecas, moletons e chapéus de bichinhos para crianças (me senti na Disney).
Para quem interessar possa, a única loja de artesanato local e autentico fica no Lago Negro, em cima do restaurante, e é operada e mantida pelo próprio grupo de artesãos que manufatura os itens. Dica: só trabalham com cheque e dinheiro; será bem atendido, os vendedores lhe explicam um monte sobre o produto, e a economia e arte local agradecem!!

Uma coisa que não mudou desde que eu era criança até agora: os relógios cucos continuam custando uma fortuna!!!

Quanto aos restaurantes, fica a dica do “Chateau de La Fondue”, prepare o bolso e reserve espaço na barriguinha, pois vale cada centavo. Excelente carta de vinhos, garçons super atenciosos e boa musica ao vivo! Te buscam e te pegam no hotel. E ainda ganhamos uma garrafa de vinho de brinde na saída. Tudo de bom!



Cirque du Soleil – Corteo


We’ve been to see Cirque du Soleil for the first time last weekend. I was surprised that they don’t use a safety during part of the show. All I could think of was ‘please don’t fall!”
Corteo was very romantic and retro, I loved it.
Even though you are not allowed to take pictures, I took some shoots from the outside perspective, and one picture of the stage before the show started. Posted it to my Flickr account.